futebol 4

Benefícios da bicicleta ergométrica e dicas para o seu treino

                                     


Suas vantagens vão muito além da melhora da função cardiorrespiratória.

Quem nunca entrou na academia e nem deu bola para a bicicleta ergométrica, não é mesmo? Ao fazer isso, você pode estar perdendo a oportunidade de experimentar um treino intenso e bem desafiador. Afinal, os benefícios da bicicleta são inúmeros. “Dependendo da carga e da velocidade, você consegue atingir diferentes objetivos – desde mais condicionamento até melhora da resistência muscular”, explica a profissional de educação física Amanda Gomes Galindo, da Smart Fit

Bicicleta ergométrica x bike de spinning

Primeiro, vale entender: elas não são iguais. “Enquanto a de spinning simula as pedaladas ao ar livre, com subidas e descidas, a ergométrica é feita sentada”, afirma Amanda.   

As bikes ergométricas podem ser de dois tipo: com ou sem encosto dorsal. Os equipamentos com suporte para a lombar são mais indicados para quem está se recuperando de lesões ou possui problemas crônicos e desvios na coluna. De acordo com a especialista, um indivíduo apto pode escolher qualquer uma das bikes para praticar, desde que não possua nenhuma restrição nos pés e tornozelos (como fascite plantar, uma inflamação no tecido que liga o osso do calcanhar aos dedos dos pés). 


Benefícios da bicicleta ergométrica

A seguir, listamos os principais benefícios da bicicleta ergométrica para você nunca mais deixá-la de lado. Confira!

1. Melhora da função cardiorrespiratória

bike é conhecida, sobretudo, por promover um importante estímulo cardiovascular. Consequentemente, com ela você pode diminuir a pressão arterial, melhorar a saúde do coração e prevenir o organismo contra problemas como trombose, infarto e AVC. 

2. Alto gasto calórico

“Treinos que exigem da parte cardiorrespiratória geram gastos calóricos altos. Dependendo da intensidade, podem levar ao emagrecimento”, diz a profissional de educação física. 

Ela exemplifica com o modelo HIIT (treino intervalado de alta intensidade) em cima da bicicleta. “Durante 10 minutos, você intercala 1,5 minuto com carga e velocidade máximas com 1,5 minuto de pedaladas suaves”. Isso aumenta a frequência cardíaca ao máximo e acelera o metabolismo. 

3. Membros inferiores fortalecidos

Quadríceps e músculos anteriores e posteriores de coxa são os mais beneficiados pela bicicleta ergométrica. Com o tempo (e treinos bem intensos!) eles ficam mais resistentes e ganham força. 

4. Menos impacto nas articulações

Mais um dos benefícios da bicicleta: o equipamento promove menos impacto para as articulações quando comparado a práticas como a corrida, futebol e vôlei. “Isso porque, nessas modalidades, há o choque dos membros inferiores contra o solo. Esses choques causam microtraumas que, com o tempo, geram problemas maiores”, explica o médico ortopedista Samuel Lopes, especialista em trauma do esporte, de São Paulo. É o caso de fraturas por estresse ou por torção, lesões que acontecem com menor frequência na bicicleta

5. Segurança

Quem é fã do ciclismo de estrada ou mountain bike sabe: as quedas são quase certeza na rotina de treinos. Por isso, a bike indoor, seja ela ergométrica ou não, é válida para quem precisa ter um cuidado redobrado com a saúde, como grávidas e idosos. “Para eles, uma queda pode significar consequências sérias, como a interrupção da gravidez”, afirma Samuel. 

Ajustes com a bike

Na hora de pedalar e aproveitar todos os benefícios da bicicleta, preste atenção aos ajustes do equipamento: o banco precisa estar na altura do seu quadril (para que suas pernas não estendam completamente durante o movimento); a distância entre o banco e o guidão deve ser a mesma do seu cotovelo até a ponta do dedo médio; e o guidão precisa ser mais alto que o banco. 

Por fim, não esqueça da postura. “A posição correta ameniza dores nas costas, região que mais sofre com o ciclismo”, diz o ortopedista. Mantenha a postura alongada, os braços levemente flexionados e os ombros baixos. Ao pedalar, lembre-se de não mover o quadril – as pernas fazem a maior parte do trabalho. O exercício pode ser intensificado aumentando o ritmo e a carga do aparelho. E se você quer mais resultados, consulte o instrutor da academia para montar uma sessão sob medida para você. 

smartfit.com.br




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de ano e liberação de máscara: como a ômicron pode afetar a minha vida

Ômicron: conheça 5 sintomas associados a nova variante do coronavírus que deixou o mundo em alerta novamente